quarta-feira, 12 de julho de 2017

Dos intolerantes e dos novos (e "correctos") fundamentalistas:
Anda ai uma onda de intolerância, que no FB encontra pasto fértil, que me anda a deixar cansado por um lado e perplexo por outro. Cansado dessa malta, defensora impedernida do politico/social/ecologicamente correcto, auto-proclamados guardiões da sua própria fé, a quem não se pode dizer nada, brincar com nada, sugerir nada que saia da sua caixinha e ofenda a sua delicada suscetibilidade. Eles são os defensores do...s bichos, das plantas, das minorias disto e daquilo, os que te chamam nomes porque te atreves a comer carne, os que te insultam porque ousaste chamar os bois pelos nomes, os que se insurgem contra o teu direito de ser e dizer. E tudo isto, afirmam, é a verdadeira democracia, porque nós, os que são como eu, e acreditam de facto na liberdade de expressão e humor, são uns reaccionários, uns criminosos e uns cavernicolas...isto a propósito da minha ultima publicação, aquela da foto ali em baixo, com o pézinho de gesso, que veio despertar umas furias próprias de beatas de sacristia, porque gozo com as pessoas coitadinhas e portanto sou um mau carácter ( o que vale é que quando tive o desplante de responder, simplesmente me bloquearam e desapareceram.. curiosa noção de democracia, a desta gente.). Volta RAP que estás perdoado, como te compreendo..A sério, há tantos murais por ai para irem vociferar contra isto e aquilo, tanto caracol a precisar de ser resgatado, tanto pêlo sovacal a ser plantado, têm mesmo que me vir chatear a mim? Vão mas é lamber sabão pá, Livra, que se esta gente for o futuro do mundo a palavra ditadura ganhará todo um novo (e sinistro) significado..

Sem comentários:

Enviar um comentário